NOTÍCIAS E ARTIGOS

Pandemia: residências, empresas e canteiros de obras fechados exigem cuidados

08/07/2020

Imagem: Pixabay

Seguindo as determinações dos órgãos mundiais de saúde, diante da pandemia do novo coronavírus, muitas propriedades, empresas e canteiros de obras, tiveram as atividades reduzidas ou até mesmo paradas. Neste cenário, a exposição a alguns riscos e a possíveis perdas aumenta, uma vez que a situação deixa os espaços vulneráveis tanto para ataques criminosos, como roubos ou vandalismo, quanto para acidentes, uma vez que os locais estão sem movimentação e supervisão constantes. 

Para evitar dores de cabeça e perdas financeiras, algumas medidas preventivas podem contribuir na preservação de bens durante o período da pandemia e isolamento social. Segundo Leandro Vasco, diretor do Sindicato das Seguradoras Norte e Nordeste (Sindsegnne), nestes ambientes é indicado reduzir a quantidade de materiais combustíveis no interior das edificações. Quando isso não for possível, deve-se garantir um distanciamento seguro entre os equipamentos elétricos e os materiais combustíveis. 

“É indicado armazenar os líquidos combustíveis e inflamáveis em áreas adequadas. Garantir que todos os sistemas de ventilação e exaustão essenciais estejam em condições de operação, além de inspecionar, testar e manter todos os sistemas de proteção contra incêndios e alagamentos em pleno funcionamento”, explica. Também é importante instalar dispositivos confiáveis, como cadeados, correntes ou trancas e manter operantes todos os sistemas de segurança presentes no local. 

“Aconselhamos remover temporariamente materiais e equipamentos de alto valor agregado para uma área segura”, completa Leandro Vasco, adicionando que se deve, quando possível, inspecionar as instalações para garantir que tudo está em ordem. Já os canteiros de obras que estão paralisados neste período, também precisam de atenção. Nesse contexto, roubos de materiais, acidentes e problemas com água podem acontecer. Avise ao seu corretor sobre a paralisação da obra.

“É muito importante verificar se o local ao entorno da obra, como cercas, muros e qualquer fechamento, encontra-se em bom estado de conservação e seguro. Qualquer escavação realizada no local precisa estar protegida e sinalizada para evitar quedas, caso alguma pessoa acesse a obra. Se a paralisação se prolongar, o indicado é cobrir ou preencher a abertura”, explica o diretor do Sindsegnne. 

Inspeções regulares precisam ser conduzidas nos andaimes e demais estruturas, especialmente após condições severas de chuvas ou vendavais. Os materiais perecíveis, sensíveis ao clima ou inflamáveis devem ser armazenados em um local protegido. Todas as chaves devem ser removidas e máquinas e equipamentos pesados devem ser imobilizados.

Em todos os casos, seja em empresas e canteiros de obras, os proprietários devem ter os contatos de sua seguradora e corretor de seguros sempre atualizados, caso algum sinistro aconteça.