NOTÍCIAS E ARTIGOS

Empresa implementa endosso de redução do Limite Máximo de Indenização no Seguro Agro Safras

18/09/2021

Sempre atenta às necessidades do produtor rural, Seguradora determina que se houver inadimplência, valor do LMI será reduzido de forma proporcional com a manutenção da vigência do seguro

 

 

A Tokio Marine Seguradora incluiu recentemente um benefício inovador no Seguro Agro Safras, direcionado aos produtores rurais, cooperativas de produtores, revendas de insumos, instituições financeiras e fundos de investimento. A partir de agora, o produto passa a oferecer o endosso de redução do Limite Máximo de Indenização (LMI), caracterizado como o valor total que o sinistro pode acarretar em pagamento ao beneficiário, de acordo com as cláusulas previstas na apólice do seguro.

Com a mudança, caso o Segurado esteja em débito com o pagamento de suas parcelas, ao invés do corte na vigência da cobertura, haverá a redução do valor segurado ou LMI. Com isso, evita-se que o produtor fique descoberto pelo período contratado inicialmente, pensando no seu plantio, transplante ou poda, até a colheita. Com esta novidade no Agro Safras, o Cliente não perde a cobertura, o que demonstra o cuidado da Tokio Marine em protegê-lo, adequando seus produtos para atender às demandas do campo.

“Desenvolvemos as melhores soluções para que os produtores agrícolas tenham mais tranquilidade e segurança, mesmo quando enfrentam eventos climáticos adversos. Apesar de o Brasil não registrar fenômenos extremos, como furacões e tornados, ainda assim enfrenta situações típicas de países tropicais, que afetam as plantações, como seca, excesso de chuva, granizo, geada e variação excessiva de temperatura, que são cobertos por esse tipo de seguro. Por isso, nosso papel é estar à frente das necessidades dos nossos Clientes e ajudá-los no momento em que mais necessitam”, pontua Joaquim Neto, Superintendente de Produtos Agro da Tokio Marine.

Atualmente, apenas 20% dos produtores rurais possuem seguros agrícolas no Brasil. E diante das ocorrências climáticas cada vez mais severas, fica ainda mais evidente a importância da contratação de uma proteção. “Os produtores agrícolas em todo o país têm sido bastante impactados pelo clima, que este ano danificou lavouras e prejudicou a safra de inverno. E isso, obviamente, também afetou o orçamento dos empresários. Por isso, nosso papel é avaliar estas situações e verificar possibilidades de ajudá-los na continuidade dos seus negócios”, finaliza Joaquim Neto.