NOTÍCIAS E ARTIGOS

PMEs precisam ficar atentas a profissões que exigem seguro de vida

13/05/2022

Mesmo tendo Passado Dia do Trabalhador, falar sobre direitos das categorias é de grande importância. Além de estar atendo às obrigações trabalhistas ao abrir uma empresa e contratar colaboradores, o pequeno e médio empresário precisa ser meticuloso na hora de avaliar o que a lei exige em termos de benefícios para cada profissão.

Quando o assunto é deveres do empregador, é importante que o microempreendedor esteja ciente de que existe uma série de profissões que exige por lei benefícios específicos. O seguro de vida, por exemplo, enquadra-se nesse caso. Apesar da sua importância abranger todas as ocupações porque garante a tranquilidade do colaborador e da sua família em momentos difíceis, existem categorias para as quais ele é obrigatório. Entre elas, estão profissionais de construção civil, postos de combustíveis, escritórios de contabilidade, instituições de educação, serviços gerais de instalação e manutenção de redes de telecomunicação, hidráulica e de gás, entre outras.

Além do alto risco da profissão, a obrigatoriedade do seguro de vida para determinadas categorias vem também das convenções de sindicatos. “Especialmente para os pequenos e médios empreendedores, as exigências trabalhistas são um ponto delicado. No que diz respeito a seguro de vida para esse mercado, procuramos orientar nossos corretores parceiros para que atuem como consultores dos microempresários, indicando a eles proteções de acordo com suas necessidades específicas”, diz Mauricio Galian, Vice-presidente da HDI Seguros.

A companhia disponibiliza para micro, pequenas e médias empresas (entre três e 1.000 funcionários) o HDI Vida PME, produto fruto de parceria com a Icatu, que possui um desenho flexível e pode ser contratado de forma ágil e simplificada, sem a necessidade de propostas individuais ou Declaração Pessoal de Saúde (DPS). O seguro oferece coberturas básicas para morte e morte por acidente, além de coberturas adicionais e assistências que, somadas, adicionam até 14 opções de benefícios extras aos segurados.

De olho no crescimento do segmento de PMEs, que empregam 52% da mão de obra formal no País e respondem por 40% da massa salarial brasileira, segundo o Sebrae, a seguradora ampliou o produto que também oferece, dois novos tipos de contratação: o HDI Vida PME – Modalidade Vida a Vida e o HDI Vida PME – Modalidade Acidentes Pessoais Coletivos. Eles ofertam muitos atrativos com o objetivo de serem o mais flexível possível para atender uma maior variedade de clientes do segmento PME. “Essas facilidades são um importante diferencial para as PMEs na hora de escolher o seguro de vida pois figuram como uma preocupação a menos em meio às exigências legais dos colaboradores”, conclui Galian.