Sindsegnne

Chuvas na Paraíba: seguro cobre danos nos carros em alagamentos, mas há exceção

A cidade de João Pessoa, capital da Paraíba, registrou na última terça-feira (28/5) um acumulado de 125 milímetros de chuva, de acordo com dados da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa-PB), sendo quase metade da média histórica prevista para o mês, de 282 mm. Nas redes sociais, várias imagens mostraram ruas e avenidas debaixo d’água e muita água acumulada, com carros submersos ou ilhados, trazendo prejuízos para os proprietários.

De acordo com Luciana Bezerra, delegada do Sindicato das Seguradoras Norte e Nordeste (Sindsegnne) na Paraíba, tanto os veículos que são pegos pelos alagamentos enquanto estão nas ruas quanto aqueles que ficaram nas garagens, mas que foram danificados por conta da elevação do nível da água, são passíveis de serem indenizados pelo Seguro Automotivo, desde que estejam acobertados por uma contratação específica.

“O seguro compreensivo é também conhecido como seguro total ou completo, oferecendo coberturas mais amplas que vão desde casos de colisão, incêndio, furto e roubo até danos decorrentes de eventos da natureza, como ventos fortes, alagamentos, enchentes, chuva de granizo, deslizamento de terra e danos ocasionados por raios, por exemplo”, aponta a especialista. A boa notícia é que a maioria das pessoas já têm o hábito de contratar o seguro compreensivo

“Existem seguradoras no mercado que oferecem seguros personalizados. Portanto, na hora de escolher a proteção que irá contratar, é muito importante que o proprietário do veículo avalie os riscos das chuvas, principalmente se trafega ou mora próximo de regiões que costumam alagar”, explica a delegada do Sindsegnne.

Outro serviço importante para o período de chuva, principalmente, é a assistência 24 horas, que pode ser contratada junto ao Seguro Automotivo. “Uma boa assistência 24 horas é especialmente útil em situações de emergência ou imprevistos, e cobre uma ampla gama de situações que podem ocorrer com o veículo ou com o motorista. Em caso de alagamento, por exemplo, resultando em pane mecânica ou elétrica, o reboque é acionado para transportar o carro até uma oficina ou local seguro”, completa.

Segundo Luciana Bezerra, os corretores de seguros são profissionais habilitados para intermediar a contratação das apólices e sempre orientam os clientes quanto à importância dessa cobertura compreensiva e ampla, e não somente a de roubo e furto, para a proteção do patrimônio. “Por isso, é essencial procurar a orientação de um corretor na hora de adquirir um produto de seguro”, afirma. 

Além da contratação correta do Seguro Automóvel, outro ponto de atenção para os condutores deve ser a insistência ao risco. “Existem exceções para a cobertura dos sinistros ocasionados por eventos da natureza, como os alagamentos causados por chuvas. O indicado é que o motorista não insista em atravessar regiões alagadas com seu veículo, pois isso pode levar à perda da cobertura. A seguradora, durante a perícia, pode identificar que o segurado assumiu o risco e, por isso, quaisquer danos gerados estariam sob sua responsabilidade”, finaliza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *