Sindsegnne

Evento em Natal marca lançamento da Semana Municipal do Seguro

Projeto de Lei N° 7.643, de autoria do vereador Klaus Araújo, será lançado oficialmente em sessão solene no plenário Érico Hackradt

Na próxima quinta-feira, dia 25 de abril, às 18h30, acontece o lançamento oficial da Semana Municipal do Seguro, realizado em sessão solene no plenário Érico Hackradt, na Câmara dos Vereadores de Natal. Criada a partir da Lei N° 7.643, de autoria do vereador Klaus Araújo, a Semana Municipal do Seguro entrará no calendário oficial de eventos da capital norte-rio-grandense a partir de 2024 e acontecerá anualmente, sempre na primeira semana do mês de outubro.

De acordo com o vereador Klaus Araújo, a ideia da proposta é difundir e disseminar a cultura securitária e da gestão de riscos, estimular a criação e a divulgação de políticas públicas que promovam maior confiabilidade e qualidade aos serviços prestados ao consumidor, como também prioriza a valorização do profissional corretor de seguros.

O presidente do Sincor-RN, Jaques Andrade, comemorou a conquista. “A Lei 7.643 fará com que tenhamos ações da prefeitura, do mercado segurador e todo o ecossistema voltado para a conscientização da população sobre o quanto o seguro é uma importante ferramenta de equilíbrio financeiro. Levar essas iniciativas à tona através de ações com certeza proporciona uma maior visibilidade para o mercado segurador”, afirma.

O presidente do Sindicato da Seguradoras Norte e Nordeste (Sindsegnne), Ronaldo Dalcin, também comemorou a aprovação da lei. “A criação da Semana Municipal do Seguro em Natal é, de fato, algo que coroa uma indústria que vem demonstrando sua importância na economia e na sociedade e, cada vez mais, trazendo essas iniciativas à tona para que elas alcancem toda a população”, diz.

Segundo Dalcin, a iniciativa será uma importante ferramenta para que a bela história do mercado de seguros continue sendo construída, promovendo proteção, soluções securitárias, geração de empregos, recolhimento de impostos e tudo o que, de fato, essa indústria pode proporcionar a todos os países, a todos os estados e à cidade de Natal.

Setor registra alta de 6,8% no estado em 2023

O mercado de seguros no Rio Grande do Norte apresentou um desempenho positivo em 2023, com um crescimento sólido de 6,8% em relação ao ano anterior, conforme dados da Confederação Nacional das Seguradoras (CNSeg). Foi registrada no estado uma arrecadação total de R$ 2.362,6 bilhões para o setor. Retornaram para a sociedade norte-rio-grandense, em pagamentos de indenizações, benefícios, resgates e sorteios, um total de R$ 549,7 milhões, evidenciando o compromisso das seguradoras em garantir a segurança financeira de seus segurados e cumprir com suas obrigações.

Entre os diversos segmentos que compõem o mercado de seguros, alguns se destacaram especialmente pelos expressivos índices de crescimento. O Seguro de Grandes Riscos registrou alta de 63,8%, seguido de perto pelo seguro de Crédito e Garantia, com 44,1%, e o Seguro Empresarial, com um aumento de 37,5%. Outros setores que contribuíram para o crescimento do mercado incluem o Seguro Residencial, com um aumento de 22,4%, o Seguro Automóvel, que cresceu 4,5%, e o Seguro de Vida, com alta de 3,5%.

Fazendo uma análise do balanço do ano, Ronaldo Dalcin, presidente do Sindicato das Seguradoras Norte e Nordeste (Sindsegnne), comenta os principais motivadores do desempenho ascendente dos produtos. “Os Seguros de Crédito e Garantia geralmente são contratados para garantir as licitações e contratações da administração pública, e o número recorde de editais de parcerias público-privadas apoiou o crescimento desse ramo em 2023, a nível nacional. Com o novo PAC, aprovado em agosto do ano passado, nossa expectativa é que ele siga em trajetória de crescimento”, aponta.

Já o crescimento do Seguro Empresarial, segundo o presidente do Sindsegnne, indica uma maior conscientização por parte das empresas locais sobre a importância de proteger seus negócios contra diversos riscos, desde incêndios até roubos. “Uma análise importante também deve ser feita sobre o Seguro de Vida, que vem em trajetória ascendente principalmente nos últimos três anos, a nível nacional. Atribuímos esse crescimento significativo ao impacto da pandemia, que despertou uma conscientização maior sobre a importância da proteção financeira em situações inesperadas”, completa.

ResponderEncaminhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *