Sindsegnne

Furtos de roubos e motos registra alta de 27,6%; especialista alerta sobre a importância do seguro

De acordo com informações divulgadas pelo Valor Econômico, um balanço da empresa de consultoria em segurança B4 Risk indicou que 14,4 mil motos foram roubadas e furtadas no estado de São Paulo entre os meses de janeiro e abril de 2023, uma alta de 27,6% em comparação com o mesmo período de 2022. Em entrevista ao CQCS, Carlos Valle, presidente do Sincor-PE, ressaltou a importância da contratação do seguro. 

Segundo Carlos, depois de um furto ou roubo, o seguro pode agir indenizando. “O seguro não evita, mas ele compensa e são nesses momentos que a importância da contratação fica ainda mais evidente”. O presidente do Sincor-PE também falou sobre a apólice mais indicada para esses casos. “A cobertura compreensiva é a mais indicada, porque cobre roubo, incêndio, colisão e terceiros”, explica.  

Carlos também chamou atenção para o valor do seguro. “Quando a gente fala do valor da apólice, muita gente se assusta, mas pensando no custo mensal, é um valor bem acessível. Se a gente avaliar que um seguro custa R$2.400, são apenas R$200 por mês. Um valor bem abaixo do prejuízo que gera ao perder um veículo”, analisa.  

O balanço da B4 Risk traz ainda os modelos que mais foram levados pelos criminosos. Em primeiro lugar, está a Honda CG 160, com cerca de 4,5 mil casos de furto ou roubo no período analisado. Já a Honda CG 150 ficou em segundo lugar, com 1,1 mil ocorrências registradas. (Fonte: CQCS)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *